-->

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Mister Italian



A maioria dos botânicos atribui a origem do cultivo e do consumo (e mesmo a seleção genética) do tomate como alimento à civilização inca do antigo Peru, o que deduzem por ainda persistir, naquela região, uma grande variedade de tomates selvagens e algumas espécies domesticadas (de cor verde) conhecidas apenas ali.

Outros estudiosos acreditam que o tomate seja originário da região do atual México ão apenas pelo nome pertencer tipicamente à maioria das línguas locais (náutales), mas porque as cerâmicas incas não registraram o uso do tomate nos utensílios domésticos, como era costume. Os primeiros contestam tal objecção, pelo fato de que muitas outras frutas e alimentos dos incas também não foram representados nas cerâmicas.Estes acreditam que o tomate da variedade Lycopersicum cerasiforme, que parece ser o ancestral da maioria das espécies comerciais atuais, tenha sido levado do Peru e introduzido pelos povos antigos na América Central, posto que foi encontrado amplamente cultivado no México.
Tendo este factores em mente e juntando o fim da licenciatura de curso em Ciências Agrárias do senhor Italian Job , este tem como próximo patamar um mestrado. Foi me pedido opinião a mim e tanto quanto sei a outras também sobre temáticas de tese , pois é a parte que requer mais disponibilidade mental para o fazer...
Para minha surpresa este seguiu uma temática jamais haverá visto e alguém a tenha seguido...
Não estou a mentir, isso eu posso quase jurar, mas passo a citar o que o Helder recem licenciado escolheu para sua tese " crescimento de parasitas no tomate de capucho" mais propriamente a Lagarta Helicoverpa armigera.
Para quem tem bons tomates poderá futuramente contar com este novo estudo ou tese implementada na área da horticultura.
Segundo fontes das quais não posso revelar , foi feita uma prospecção em varios países definindo as varias regiões afectadas .Com ajuda de muita "mão de obra" e usando a metodologia utilizada por apalpadela permitiu segundo o autor cruzamento de dados entre o clima e o estado de infestantes presentes em cada cultura. Em seguida um exemplo da metodologia utilizada no Peru...
Cumprimentos enTUSAsticos ...

domingo, 19 de junho de 2011

Noticia da região desporto

Universidade dos Açores vence em grande estilo

uac_vence_torneioA equipa do polo de Angra do Heroísmo da Universidade dos Açores venceu, no passado fim de semana, o I Torneio de Futebol de sete da Comissão Política da Juventude Popular (JP) da ilha Terceira, evento que se realizou no campo sintético do complexo desportivo do Estádio João Paulo II, em Angra do Heroísmo.
Nesta organização, que juntou veteranos com juventude, participaram cinco equipas: a formação organizadora da JP; uma equipa de dirigentes e militantes do CDS-PP, incluindo o líder regional do partido Artur Lima; uma equipa da AJITER (Associação Juvenil da Ilha Terceira); a formação da Universidade dos Açores; e, por fim, os veteranos do Sport Clube Angrense.
Os jogos, que envolveram animadas disputas entre todas as equipas, para além do convívio inerente a estas iniciativas, proporcionaram os seguintes desfechos:
Veteranos do Angrense 10 - CDS-PP 1, Universidade dos Açores 3 - JP 0, JP 0 - Veteranos do Angrense 3, Universidade dos Açores 2 - AJITER 0, CDS-PP 0 - AJITER 3, Veteranos do Angrense 0 - Universidade dos Açores 1, Universidade dos Açores 10 - CDS-PP 1, AJITER 1 - JP 1, Veteranos do Angrense 4 - AJITER 2 e JP/CDS 5 - PP 0.
Deste modo, a classificação final da iniciativa ficou estabelecida do seguinte modo: 1.º Universidade dos Açores, 12 pontos; 2.º Veteranos do Angrense, 9 pontos; 3.º JP/Terceira, 4 pontos; 4.º AJITER - 4 pontos; 5.º CDS-PP, 0 pontos.
Nesta sobremaneira agradável jornada de confraternização e promoção da prática desportiva como fator determinante para o bem-estar e saúde, Rogério Nogueira (antigo árbitro de futebol) e Pedro Ferreira foram os chamados homens do apito.
O projeto, segundo Alonso Miguel, presidente da Comissão Política da JP/Terceira, é para repetir brevemente, visto que nem a chuva miudinha e a neblina incomodaram uma manhã de boa disposição, prática desportiva, convívio e desportivismo. Esta foi, refira-se, a primeira organização da recém-eleita Comissão de Ilha da "jota" do CDS-PP, depois de alguns anos de desativação da estrutura.

Fonte: Diário Insular

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Resposta

Para começar ... que tal uma musica popular dos Açores "chamateia" LOLOL Caro amigo Italiano ou Italian Job como é conhecido nas américas, dado a tua aptidão para ser grave era então de valor ou vantajoso saberes cantar desta forma a chamateia... Para mim bate tudo, melhor do que isso epahh quase impossivel....Todavia queria dizer de uma forma menos abstracta o quanto vais sofrer neste blog... LOL diria mesmo que amplitude inerente ao vocalista e tu é enorme, definindo deste modo a forma sarcástica do qual a tua imagem vai ser alvo... LOLOLOl Italian Job welcome to the War...
Não te esqueças que tudo o que se passa na terceira sabe-se certo ? LOLOLOLOL
Ainda bem que estou em São Miguel pois daí vou saber tudo e daqui epahhh tenho imensa pena que vai ser muito pouco isso eu sei ....
Dito isso resta me desejar Saudações enTUSAsticas e ja agora apreciem esta musica ... quem sabe surge uma ideia no meio da mokenkice...


domingo, 12 de junho de 2011

KITOLINA



Pessoal, como ja acabei o curso, vim para São Miguel e claro que fui para a «nigth».
Fui até às portas do mar, e nao é que encontrei a cara metade no nosso Kitó?? a Kitolina... ao principio nao percebei como eles se tinham juntado, dada a diferença de alturas.. mas logo compreendi, e está mesmo à vista.. aquelas duas bocas de anjo...
Agora imaginem bem o que eu vi, mas visualizem mesmo!! eles dois a beijarem-se... nhec....

abraces pa todos!
kitó, desculpa lá o mau jeito pra isso de imagens, mas a ideia ficou